Sucesso do desafio Startech garante próxima edição

Encerrado no sábado (21), o evento realizado em parceria entre as Unidades de Gestão de Governo e Finanças, Desenvolvimento Econômico, Educação, Cultura, TVTec e Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun), premiou três equipes que terão a oportunidade de fazer parte dos incubados não residentes da Incubadora de Jundiaí.

O Startech Jundiaí está em linha com o plano do prefeito Luiz Fernando Machado de fomentar o uso da tecnologia para aproximar o poder público da população e melhorar a eficiência dos serviços oferecidos. “Queremos transformar Jundiaí em um polo de inovação com capacidade para o desenvolvimento de novas tecnologias, geração e difusão de conhecimento. Além de gerar emprego e renda por meio do empreendedorismo, o objetivo é preparar os jovens para os empregos do futuro, que, com certeza, terão muita relação com a tecnologia. Conseguimos ótimos resultados com a realização do primeiro Startech”, comenta o chefe do Executivo.

“Foi um grande sucesso. Já começamos a planejar a 2ª edição para o próximo ano. A maioria dos participantes são jovens de diversos bairros da cidade e com habilidades impressionantes no uso de tecnologia da informação para criar soluções inovadoras para áreas essenciais para o governo como educação, saúde, mobilidade, muita coisa interessante para melhorar serviços”, comenta o gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF), José Antônio Parimoschi.

O gestor, que participou do encerramento do evento, destacou que, independentemente de as ideias serem ou não vencedoras, muitas serão avaliadas para a gestão pública. “Vamos chamar alguns desses jovens para conversar. Tem um aplicativo para organizar redes de voluntariados, por exemplo, muito interessante, e, que vem ao encontro de um projeto inovador que o prefeito lançará em novembro. O Startech abre o projeto Campus Jundiaí que irá tornar a cidade de Jundiaí referência em inovação”, adianta.

A mesma opinião é compartilhada pelo gestor da Unidade de Gestão de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Messias Mercadante de Castro. “Os participantes mostraram talento, conhecimento e determinação para empreender. Superaram nossas expectativas”, analisa.

Resultados
“Os participantes empenharam-se muito e por isso vimos brotarem modelos de negócios inovadores de futuro. Com o Startech, Jundiaí consolida-se como cidade comprometida com a inovação tecnológica”, informa a diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia, Mariana Savedra Pfitzner. Ao todo foram realizadas 125 inscrições, 60 participantes em 12 equipes.

Desses, três foram classificados pela banca examinadora e passam a integrar o grupo de incubados não residentes na Incubadora de Jundiaí, com mentorias de investidores além de troféus. A primeira colocada do evento foi a equipe “Que Tal?”, com um software sobre busca de locais para alimentação.

Amanda dos Santos Pereira, 20 anos, estudante do curso Técnico em Administração da Escola Técnica Estadual Vasco Antonio Venchiarutti (ETEVav), integrante da equipe Inclusão Social ficou com a terceira colocação, apresentando um livro em braile digital. “Nossa proposta de startup consiste em um livro em braile com imagens textura e áudio, voltado para crianças com deficiência (cegas ou com baixa visão). O livro visa a educação da criança e permite interagir com o material e, até mesmo, escutar aquilo que ela lê com as mãos. Por enquanto vamos aguardar o retorno dos responsáveis da Startech e começar a trabalhar no nosso projeto, acredito que muita coisa ainda vai mudar, é algo novo para todos da equipe. Estamos focados e bem definidos em nosso projeto. Só tenho a agradecer a Prefeitura de Jundiaí, os empreendedores e todos os envolvidos nesse desafio Startech. Foram dois dias de grande aprendizado até para aqueles que não ganharam. Ajudou a ampliar o conhecimento e as ideias, e quem sabe, voltar na próxima Startech e fazer a diferença”, comenta a integrante.

“A realização do Startech no Complexo Argos coloca, também, em prática o conceito de clusters de inovação, ou seja, o uso de espaços já existentes para fomento de inovação. Vamos certamente criar uma agenda com alguns deles para aprofundar o entendimento de seus projetos e sua eventual aplicação na administração pública”, comenta o diretor-presidente da Cijun, Amauri Marquezi de Luca.

VEJA MAIS FOTOS AQUI

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

Publicada em 03/10/2017


Biblioteca Pública Municipal “Prof. Nelson Foot”

Avenida Dr. Cavalcanti, 396 - Centro – Jundiaí - SP
CEP: 13201-003

Horário de funcionamento:
de 2ª a 6ª das 8h às 22h / sábados das 9h às 13h

Telefone: (11) 4527-2110
E-mail: biblioteca@jundiai.sp.gov.br

Prefeitura de Jundiaí
Biblioteca Pública Municipal Prof. Nelson Foot | Desenvolvido por CIJUN