Xô Dengue

Militares identificam pratos com acúmulo de água em algumas residências

Iniciada nesta quinta-feira (28), a ação ‘Xô Dengue’ – realizada pela Prefeitura de Jundiaí com a parceria do 12º Grupo de Artilharia e Campanha Barão de Jundiahy – tem como meta visitar 10 mil imóveis de 25 bairros de Jundiaí até sexta-feira (29), sensibilizando a população sobre a necessidade de eliminação dos criadouros dos mosquitos Aedes aegytpi, transmissor das arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela. As visitas têm como objetivos a orientação e esclarecimento de dúvidas, além de incutir nas pessoas a responsabilização pela manutenção de ambientes livres de criadouros.

A atividade é realizada por 12 equipes formadas por militares e técnicos da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ). “Disponibilizamos 270 integrantes do Exército para a ação. Os militares receberam treinamento específico para a abordagem e verificação. Além da disseminação do conhecimento para as casas que visitarão, o conteúdo também colabora para a formação do militar”, comenta o tenente coronel, Tiaraju Kanomata de Mesquita, comandante do 12º GAC.

De acordo com a biomédica da UVZ, Ana Lúcia de Castro Silva, a visita foi estabelecida conforme a identificação de áreas de importância epidemiológica. “Cada equipe tem um território estabelecido que será percorrido, verificando as condições e orientando sobre o ciclo dos mosquitos transmissores da dengue. Qualquer recipiente que possa acumular água, é um possível criadouro. Além de eliminar os possíveis, as fontes e os ralos devem receber atenção especial, com a limpeza frequente e aplicação de água sanitária. Já os bebedouros dos animais exigem lavagem diária com água, esponja e sabão, pois os ovos do Aedes são resistentes até mesmo em ambiente seco”, explicou.

Ivanilde Balestrin Bagine está em recuperação cirúrgica e cuida para evitar criadouros

Com a ampliação do ‘Xô Dengue’ para três períodos – em anos anteriores era realizado apenas em dois – o volume de trabalho será dobrado, passando de 5 mil para meta de 10 mil residências visitadas. As vistorias serão realizadas nos bairros Ponte São João, Jardim Ângela, Vila Aparecida, Jardim Tamoio, Ivoturucaia, Vila Rio Branco, Centro, Anhangabaú, Jardim do Lago, Vila Rami, Vila Jundiainópolis, Fazenda Grande, Jardim Guanabara, Jardim Tarumã, Agapeama, Vianelo, Jardim Fepasa, Vila das Hortênsias, Sorocabana, Vila Hortolândia, Vila Nambi, Santa Gertrudes, Vila Marlene, Vila Hortolândia e Caxambu, das 8h30 às 16h30. Os demais bairros que não estão recebendo a visita de um agente ou soldado, os moradores devem aproveitar o momento e também realizar a eliminação dos criadouros.

Para a dona de casa Ivanilda Balestrin Bagine, 74 anos, a visita é importante para a conscientização. “Eu tomo os cuidados para evitar o acúmulo de água no vasos, que pode se transformar em criadouros. Estou me recuperando de uma cirurgia cardíaca e não posso pegar dengue”, comentou a mulher, que foi parabenizada pelos técnicos, já que a casa não apresentava criadouros ou situações de risco de acúmulo de água.

Manoela Garcia, 76 anos, moradora da região da Ponte São João, tem um quintal tomado por centenas de vasos de plantas. “Essa iniciativa é muito boa. As pessoas que não sabem como cuidar do quintal, recebem a orientação. Eu não tenho nada que possa acumular água. Tomo todos os cuidados. Precisamos evitar os mosquitos. Se deixarmos os pratos acumuladores de água, além de risco de mosquito, deixa um cheiro ruim”, lembrou.

Manoela Garcia tem o quintal lotado por plantas, mas todas sem pratos de acumulação: foi parabenizada

Dados
Jundiaí registra, de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Vigilância Epidemiológica (VE), na última sexta-feira (22), 210 casos confirmados de dengue. A orientação da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) é para que a pessoa busque atendimento médico caso identifique os sintomas de febre, dor no corpo, dor nos olhos, dor nas articulações e manchas vermelhas pelo corpo. Todas as notificações de casos suspeitos recebem a investigação epidemiológica da UVZ.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

Publicada em 29/03/2019


Biblioteca Pública Municipal “Prof. Nelson Foot”

Avenida Dr. Cavalcanti, 396 - Centro – Jundiaí - SP
CEP: 13201-003

Horário de funcionamento:
de 2ª a 6ª das 8h às 22h / sábados das 9h às 13h

Telefone: (11) 4527-2110
E-mail: biblioteca@jundiai.sp.gov.br

Prefeitura de Jundiaí
Biblioteca Pública Municipal Prof. Nelson Foot | Desenvolvido por CIJUN